Geral

Veículos na Rodovia Dr. William Amin
13/11/2017

PERSEGUIÇÃO À QUADRILHA INTERDITA A RODOVIA DR. WILLIAM AMIN


Houve troca de tiros entre os criminosos e a polícia e roubos de veículos em São Benedito da Cachoeirinha

A última quarta-feira, 8 de dezembro, Miguelópolis e o distrito de São Benedito da Cachoeirinha viveram momentos de terror. A Rodovia Dr. William Amin que liga Miguelópolis a Ituverava, foi interditada devido a uma perseguição com troca de tiros entre a Polícia Militar e uma quadrilha de Minas Gerais que estava em fuga.

Depois de trocarem tiros com policiais na saída de Uberaba, na Rodovia Km - 427, os criminosos de Uberaba seguiram em direção a Miguelópolis, e na divisa do Estado com Minas, se envolveram em outro tiroteio com policiais militares.

Eles continuaram em fuga pela SP-385 e roubaram dois veículos - uma S10 e um Agile - de propriedade de moradores de São Benedito da Cachoeirinha, distrito de Ituverava.

Antes disso, eles abandonaram um Fiat Siena preto. “A PM os perseguiu até São Benedito da Cachoeirinha, onde abandonaram o veículo porque furou o pneu. Próximo a uma farmácia roubaram uma S10 e mais outro carro e foram rumo ignorado", informou o delegado João Paulo de Oliveira Marques.

Desfecho
No dia seguinte, 9 de novembro, O corpo de um homem de 41 anos, identificado como Moacir Batalha Muritiba, natural de São Paulo, suspeito de ter participado do assalto à empresa de valores Rodoban em Uberaba, foi encontrado em uma estrada vicinal próxima à BR-050, no Triângulo Mineiro.

A Polícia Civil acredita que o homem tenha morrido depois de ser baleado na região do abdômen na perseguição ocorrida dia 8 de novembro, entre Conceição das Alagoas e Ituverava.

Os suspeitos seguiram pela SP-385 no sentido de Ribeirão Preto e abandonaram os veículos roubados em um matagal próximo a Ituverava. A Polícia Militar organizou uma operação de cerco e bloqueio nas principais vias da região durante a noite. Os militares acreditam que os criminosos estejam escondidos na mata.

Relembre o Assalto
Na madrugada de segunda-feira, 6 de novembro, criminosos roubaram cerca de R$ 20 milhões de uma transportadora de Uberaba. O bando, com cerca de 30 pessoas, usou uma metralhadora capaz de derrubar até um helicóptero, espalhou parafusos pelas ruas da cidade para dificultar a ação dos policiais, queimou transformadores e carros em pontos estratégicos. A quadrilha explodiu paredes da transportadora de valores Rodoban e levou o dinheiro na fuga.

Moradores relataram momentos de pânico durante a madrugada, com duas explosões e diversos disparos.

Até o momento, três pessoas foram presas em Caldas Novas (GO). Eles negaram participação no crime. Dois deles teriam relação com o Primeiro Comando da Capital (PCC).

A Polícia Militar informou à Tribuna de Ituverava que continua fazendo buscas por toda a região, na tentativa de encontrar outros membros da quadrilha.