Agricultura

Maio de 2018 é a data indicada para a erradicação da febre aftosa no país
14/11/2017

BRASIL PRETENDE ERRADICAR A DOENÇA EM TODO O PAÍS




Até o ano de 1992, o Brasil apenas controlava a doença. A partir desta data, começaram os planos de erradicação. A mais recente revisão do plano estratégico do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA) foi apresentada pelo Mapa no mês de abril para o período de 2017 a 2026. Um dos principais pontos é a suspensão total da vacinação, entre os anos de 2019 e de 2021, e o reconhecimento da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), como país livre da doença em 2023.

O Brasil foi dividido em cinco regiões e o início do processo deve ser nos Estados de Rondônia e do Acre. Maio de 2018 é a data indicada para a erradicação da febre aftosa no país. Neste ano, 99% do rebanho estarão livres com vacinação, com reconhecimento internacional da OIE, mais Santa Catarina que já é livre sem vacinação. É essa conta que tem levado setores da pecuária a justificar a suspensão da vacina.

Prazo possível
A fórmula oleosa criada em 1993, em substituição à vacina aquosa, contém um componente chamado saponina, causador dos nódulos na carne vendida aos americanos.

Em entrevista à Tribuna de Ituverava, o presidente do Sindicato Rural de Ituverava, Gustavo Ribeiro Rocha Chavaglia, fala sobre a vacinação na região.

“Neste mês de novembro se faz a campanha de vacinação , coordenada pelos escritórios de defesa agropecuária. Na nossa região temos o EDR, que através de uma grande mobilização juntamente com os produtores e criadores, conseguirá vacinar 100% dos animais”, completa.